segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Lembram do candidato a deputado federal que eu estava de olho? Esqueçam!

Diógenes de Sinope, também conhecido como Diógenes, o Cínico, nascido em 412 AC e morto em 323 AC, foi um filósofo da Grécia Antiga. Exilado de sua cidade natal, Sinope, mudou para Atenas, onde se tornou um discípulo de Antístenes, antigo pupilo de Sócrates. Diz-se que teria vivido num grande barril, no lugar de uma casa, e perambulava pelas ruas carregando uma lamparina, durante o dia, alegando estar em busca de um homem honesto.

Como eleitor registrado na cidade do Rio de Janeiro, sinto-me o próprio, guardadas as diferenças compatíveis com mais de 2.300 anos de distância cronológica. As semelhanças param na busca de um homem honesto, já que não pretendo me transformar em mendigo ou fazer da pobreza extrema uma virtude.

De qualquer forma, por causa do caos político reinante na minha cidade e no meu estado - maldita fusão - estou procurando um político honesto, seja para qual cargo for como nunca antes tive que procurar, excetuando o da Presidência da República. Para governador, nem adianta: o menos desonesto nunca foi preso à toa; para senador, o cruel dilema entre um maluco e um analfabeto que nunca foram exemplos de honestidade; para deputado federal, cheguei a falar aqui em Rodrigo Mezzomo como um sujeito a ser observado, por indicação do Rodrigo Constantino, coisa que fiz atentamente e, exatamente por isso, hoje tenho o desprazer de atestar minha grande decepção com um candidato a político que alterna suas aparições em propagandas entre a gravatinha borboleta e a fantasia de Rambo, coisa que, obviamente inviabiliza qualquer credibilidade e confiança quanto à sua sanidade mental.

De mais a mais, apesar de Mezzomo pregar ideias liberais com as quais me identifico, o cara tem um quê de megalomania - que acompanha bem sua histrionice - e pega forte demais em temas polêmicos, achando que vai se criar com essa radicalização, sendo apenas um desconhecido entre 513 deputados, cuja maioria, provavelmente, vai ser composta por cobras criadas.

Portanto, voltei à estaca zero. E, para mim, continua não bastando ser honesto ou parecer honesto: também não pode ter comido cocô quando era criança.

5 comentários:

  1. "maldita fusão" é uma referência ao antigo e efêmero Estado da Guanabara?

    ResponderExcluir
  2. (argento) Bem, se tiver que avaliar um candidato pelo que ele fala - e todos falam bem - mas, sobre FGTS, o que este candidato diz, e é bom que se o OUÇA, ... não sei se ele comeu Cocô, mas o olharia com mais atenção, algumas coisas, fazemos mesmo, com o intuito de aparecer ...

    https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=y3Tg3RQqyEw

    (argento)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (argento) ... vejamos o que diz este candidato, sobre alguns temas de interesse:

      https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=XG4_DJ2XAq8

      https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ISnTThXOPaQ

      https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=R2BXpImKiPY

      https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=qHVFN56DtKU

      https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=5EBRMPAb0cE

      ... avaliar não custa nada ... (argento)

      Excluir
    2. Já avaliei faz tempo. O cara é biruta.

      Excluir