segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

O comunismo de pantufas do Verissimo

Veríssimo, sempre ele, não cansa de dar bola fora para defender o indefensável, seu pensamento político. Ontem disse no Globo que não é raro que plateias aplaudam o documentário sobre Chico Buarque - o Merda - ao final do filme porque o público se sente “numa clareira de talento em meio à estupidez crescente”.

Ora, seu Falsíssimo, não se faça de idiota, mais do que já é (politicamente)! Você está cinicamente confundindo militância política com público. Sabe muito bem que quem aplaude o filme sobre o Chico é a meia dúzia de babacas que ainda resistem às evidências que o governo acabou por corrupção generalizada e inépcia crônica e comparece para dar uma força ao cumpanhêro Merda...

Essa sua insistência imbecil com seu comunismo de pantufas, lareira e scotch do lado já passou dos limites do tolerável!

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. “numa clareira de talento em meio à estupidez crescente”. A clareira de talento é qualquer um com dois neurônios e a estupidez crescente o Sr. Chico Buraco de Hollanda.

    ResponderExcluir
  3. O Chico é responsável pela sugestão ao Lula de criar o Ministério do Vai Dar Merda. Se o apedeuta tivesse levado a sério ele estaria empregado como tal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado, mesmo sem ser criado foi o ministério que mais teve sucesso.

      Excluir