domingo, 27 de novembro de 2016

Segundo Carlos Newton, o comunismo é divino e tem 5.200 anos

“Fidel Castro desperta ódio e admiração, ao mesmo tempo. Pessoalmente, não o admiro nem o odeio, apenas constato seus erros e acertos. O fato é que tanto o comunismo quanto o capitalismo falharam, são fracassos monumentais. Para olhar adiante e vislumbrar o que poderá ser a humanidade no futuro, antes é preciso olhar para trás, estudar nossos maiores benfeitores – os grandes avatares do pensamento filosófico, político e espiritual, que nos influenciam até hoje. Pela ordem de entrada em cena, Krishna na Índia (3 mil anos antes de Cristo); Lao Tse na China (1.300 a.C.); ao mesmo tempo, Moisés no Egito e Oriente Médio (1.291 a.C); Buda na região do Nepal/Himalaia (600 anos a.C.); pouco depois, Confúcio no Nordeste da China (550 anos a.C.); logo em seguida, Sócrates na Grécia (469 a.C.); o próprio Jesus Cristo na Palestina, com a abertura da atual nova Era; e Maomé (570 depois de Cristo). Quando se estuda a vida deles sem preconceito, constata-se claramente que todos eles, sem exceção, eram comunistas. E foram eles que inspiraram Marx e Engels, sem a menor dúvida. Somente os radicais e sectários não enxergam essa realidade. Que Deus os perdoe.”
Carlos Newton, da Tribuna da Internet, que agora afirma que Krishna foi o precursor do comunismo.

Consta que Krishna, tal como Jesus Cristo, nasceu sem uma união sexual, mas por meio da “transmissão mental” de Vasudeva no ventre de Devaki há exatos 5.244 anos e é o oitavo avatar de Vishnu, que é o deus responsável pela manutenção do universo.

Ou seja, o comunismo é divino, tem 5.200 anos e eu é que sou o radical e sectário por não “enxergar essa realidade”...

Fala sério!

4 comentários:

  1. Quanto mais alucinado é o sujeito, mais ele gosta de falar em enxergar a realidade.

    ResponderExcluir
  2. (argento) ... e todos eram Viados, segundo reza a cartilha gayzista ...

    ResponderExcluir
  3. Essa turma não cansa de convocar a gente para participar de seus delírios, não sei se por falta de pudor ou se é atitude deliberada para torrar a paciência.

    ResponderExcluir