segunda-feira, 25 de julho de 2016

Os 25 mil livros de Dilma, um portento que lê mais de 400 por ano!

Nota de Ricardo Noblat
O ministro da Cultura da Dilma, Juca Ferreira, no ano passado disse que era uma “vergonha” o índice de leitura apresentado no País: 1,7 livro, em média, por ano. “É uma média que está abaixo de países vizinhos”, observou. Além de lamentar a quantidade, Juca fez uma referência à qualidade das obras escolhidas. “Muitos chegam à leitura pela periferia, com livros de autoajuda” - e, é claro, a indefectível Bíblia.

O que Juca certamente não sabia é poderia ter indicado sua chefe - uma mulher tão culta como Dilma - como um exemplo a ser seguido, com sua biblioteca de 25 mil volumes, que certamente leu a uma média de 408 livros por ano, supondo-se que tenha sido alfabetizada aos seis, dos seus 68 de vida e nunca tenha parado de ler desde então.

Aliás, tal fato é fácil de se constatar: quando Dilma abre a boca demonstra toda a cultura que assimilou.


4 comentários:

  1. (argento) ... estou na Caverna, em minha biblioteca com 146 000 livros, estou lendo um dos livros mais importantes para o conhecimento humano (não, não é a bíblia, corão ou tora): "O Manual do Mentiroso, volume 56, de 56 volumes" ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (argento) ... no original em Javanêz ...

      Excluir
  2. Quando foi que ela levou esses livros para Brasília? Ou será que ela está se apropriando da biblioteca da presidência?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A segunda hipótese parece mais objetiva...

      Excluir