sexta-feira, 8 de abril de 2016

Paulo Niemeyer Filho que me desculpe

“Geralmente depois de dez horas de cirurgia, aquele estresse, aquela adrenalina toda, quando acabamos de operar, você vai até a família e diz:
- Ele está salvo.
Aí, a família olha pra você e diz:
- Graças a Deus!
Então, a gente acredita que não fomos apenas nós, que existe algo mais independente de religião.”

Paulo Niemeyer Filho, neurocirurgião, em uma entrevista à revista Poder.

Paulinho que me desculpe, mas eu acho esse tipo de manifestação uma puta de uma falta de educação, uma merda de uma ingratidão e uma falta de bom senso total! Depois de não apenas “dez horas de cirurgia”, mas de todo o processo extenuante que envolve a cura de um paciente, o agradecimento a quem quer que seja, que não aos médicos e suas equipes, é de uma cafajestice a toda prova!

14 comentários:

  1. (argento) ... tem até um padrão (bordão):"- agradeço primeiramente a Deus", ... por estar aqui, no TMU ...

    ResponderExcluir
  2. Carai. O blogueiro desacredita piamente na existência de Deus. Hehe.
    Quer saber? E, eu com isso..?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês, crentes fanáticos de todas as espécies, agem exatamente como petralhas: quem não os apoia é tucano.

      Eu nunca disse aqui que "desacreditava piamente na existência de deus", mas sim que nunca fomos apresentados: eu não o conheço, ele não me conhece e, portanto, definitivamente, não dependemos um do outro. É como se um não existisse para o outro.

      Se algum dia nós nos esbarrarmos em uma esquina e "pintar um clima", eu prometo que dou a notícia aqui, em primeira mão.

      Excluir
    2. Apesar de afirmar que não O conhece, insiste o blogueiro que possui alguns conhecimentos a respeito da mente do Todo Poderoso e de Seu círculo de amizades mortais: "ele não me conhece". Hehe.
      Tipo assim: ele sabe que Ele não o conhece, mas Ele não sabe que ele sabe que Ele não sabe que quem ele é, ou seja ele sabe que Ele não sabe que Ele não o conhece. É metafísica pura. Hehe.
      Quer saber? E eu com isso..?

      Excluir
    3. (argento) ... "E eu com isso", disse duas vezes o Anônimo, o que já é motivo suficiente para mandá-lo Tomar no Cu (o cara é um troll), e não se fala mais nisso ...

      Excluir
    4. Homônimo, tendo em vista a retórica enfática usada na defesa do blogueiro (vai tomar no c*!), sou levado a concluir que há entre V.Sa. e o referido uma amizade forte, especial.
      Defesa contundente assim vi bastantes vezes em situações quando um componente de casal é submetido à vilipêndio por um terceiro, mas esse não foi de forma alguma o caso.
      Não tenho ciência e não cabe a mim julgar se V.Sa. e o blogueiro formam um casal também no âmbito sexual, anal no caso específico, mas ficou evidente que em realidade há, sim, um clima especial entre os dois. Hehe.
      Para encerrar, lembro que o Papa Francisco determinou que se tenha mais compreensão com aqueles que confundem a vagina com o aparelho excretor.
      Mas, quer saber? E eu com isso..?

      Excluir
    5. Ciúmes, "E eu com isso"?...

      Aliás, escreva alguma coisa aproveitável ou vá procurar sua turma para exercitar suas gracinhas.

      Excluir
    6. (argento) ... ih!, o troll quer assunto ...

      Excluir
  3. Que idiotice, está sem assunto?
    Adeus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idiota é quem tem menos assunto ainda e perde tempo com comentários desse tipo.

      Excluir
  4. É antítese de: Dr. eu não matei o cara, só fiz o buraco; quem matou foi Deus.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Me lembro de uma frase do papa Paulo Vl agradecendo à virgem Maria não sei do quê!
    Tem mais de 600 virgens Marias...
    Ele agradeceu à virgem por ter desviado a bala que o neuro-cirurgião havia retirado do seu cérebro de pois de mais de 6 horas de operação.
    Não falou uma palavra de agradecimento ao cirurgião!
    Puta falta de respeito e fanatismo religioso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em verdade existem mais de 600 "aparições", mas como as pessoas fazem para saber à qual aparição agradecer eu não faço a menor ideia.

      Excluir